6 ideias sobre “Alla Romanesca

  1. Boa, AR!!!!! A tônica ontem era a maldita comparação!!!!! Besteira, vamos em frente!!!!

  2. Exatamente. Isso não quer dizer que quem foi dia 15 e não foi ontem tenha mudado de ideia. Esse raciocínio dos esquerdistas é tosco que dói.

  3. Tosco e conveniente, Liliane.
    O que conta no fim das contas é o índice de Dilma que permanece baixíssimo.

  4. Foram marcadas mto próximas e deu para o (des)governo dar uma respirada, o que não é bom.

  5. – Erro de avaliação dos organizadores. Para convocar um dia de protesto de dimensão nacional tão perto do anterior, e esperar uma participação popular na mesma proporção do protesto de Março, precisava que tivesse havido um fato novo suficientemente relevante para galvanizar, novamente, corações e mentes das pessoas insatisfeitas com o atual estado de coisas do país. Em minha opinião, por algum tempo ter-se-ia que esperar eventuais ações positivas do governo resultantes do primeiro protesto. Não ocorrendo esses resultados, num espaço de tempo razoável, digamos 3 meses, então poderia ser convocado novo movimento, mesmo sem fato novo de envergadura, porque a inação, ou o descaso, ou o menoscabo, governista ficaria patente, dando ensejo a um novo e justo brado da população.
    Não sendo assim, corre-se o risco de nos pespegarem o rótulo do anarquista espanhol da anedota, que tinha como lema:
    “En esta tierra hay gobierno? Se hay soy contra. Se no hay también soy!”

Deixe um comentário